Untitled Document

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

SEXTA-FEIRA, 20 DE OUTUBRO DE 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

12 de AGOSTO de 2017

Operação em rios de MS apreende redes e pescado irregular

PMA apreendeu 93 redes de pesca (Foto: Divulgação).

Depois de receber denúncias de pesca predatória em vários rios do município e de Paranaíba, a Polícia Militar Ambiental de Aparecida do Taboado realizou uma operação, iniciada no dia 7 e encerrada com duas equipes e apreendeu 93 redes de pesca, além de 198 kg de pescado que estavam presos aos petrechos proibidos.

Uma equipe realizou a fiscalização nos rios Paranaíba, Santana e Barreiro e apreendeu 54 redes de pesca, medindo 3.300 metros. Os infratores que armaram as redes não foram localizados e nem identificados. Foram soltos em torno de 75 kg de peixes vivos que estavam presos às redes e recolhidos 40 kg de peixes mortos, porém, próprios para consumo.

Outra equipe fiscalizou os rios Grandinho e córrego Brandinho e apreendeu 39 redes de pesca, medindo 2.400 metros. Os infratores não foram localizados e nem identificados. A equipe soltou 52 kg de pescado e recolheu 31 kg de peixes mortos, porém, próprios para consumo.

Os 71 kg de pescado recolhidos foram doados para duas instituições filantrópicas. O albergue Centro Espirita Joana D’Arque e para o Asilo Lar Vicente Marques de Queiroz.

Prisão

No dia 9, outra equipe de Policiais de Aparecida do Taboado prendeu quatro pescadores pescando com redes ilegais, além de pescado, barco e motor de popa, autuando os infratores em R$ 2.800.

Este tipo de fiscalização é fundamental, pois a retirada desta quantidade de redes ilegais dos rios impede a degradação dos cardumes, tendo em vista o alto poder de captura deste tipo de petrecho. Por isso, a PMA realiza fiscalização rotineiramente, visto que é muito difícil a prisão dos elementos que se utilizam desses petrechos ilegais, em virtude do pouco tempo que levam para armar e conferir os peixes capturados pelas redes, ficando pouco tempo expostos. Mais difícil ainda porque armam normalmente à noite.



Fonte: Dourados News



» VEJA TAMBÉM!
GERAL  20/10/2017
Funcionários da JBS fazem protestos em pelo menos 5 cidades do inte  [...]
GERAL  20/10/2017
Naviraí- PMA captura tamanduá-mirim dentro de residência no Royal  [...]
POLíCIA  20/10/2017
Naviraí – Polícia Federal apreende 7 lanchas carregadas com 125   [...]
GERAL  20/10/2017
Após 07 dias Bombeiros conseguem apagar incêndio no parque Estadua  [...]
GERAL  20/10/2017
OMC determina que Indonésia retire barreiras à importação de fra  [...]

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909