Untitled Document

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO DE 2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

26 de OUTUBRO de 2017

Câmara dá segundo aval para Michel Temer seguir sem ser investigado pelo STF

Votação da segunda denúncia contra Michel Temer e ministros - Foto: Reprodução/TV Câmara

A Câmara dos Deputados livrou o presidente Michel Temer de ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pela segunda vez. A denúncia, para seguir adiante, precisava obter 342 votos. O resultado final foi 251 votos pelo arquivamento da denúncia (sim) e 233 para prosseguimento (não).

O placar ainda teve duas abstenções e 25 deputados ausentes. Ao todo, foram 486 votantes.

Nesta segunda denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República (PGR), que ainda era comandada por Rodrigo Janot, ainda eram denunciados o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). A acusação foi de organização criminosa e Temer ainda estava relatado por obstrução de justiça. Os três negam os crimes.

A base governista mostrou força e só referendou o que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, na semana passada, já tinha dado sinais, ao dar parecer favorável ao relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que recomendava a rejeição da denúncia.

Michel Temer, que precisou ser internado no começo da tarde para desobstruir a uretra, teve uma recuperação no Hospital do Exército tranquila com a vitória conquistada na Câmara.

O resultado oficial da votação está disponível no site da Câmara neste link.

A DENÚNCIA

A denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) acusa Temer e os ministros de organização criminosa e obstrução de Justiça com o intuito de arrecadar propinas, estimadas em R$ 587 milhões. O Planalto nega todas as acusações.

O caso envolve ainda outras pessoas que não têm foro privilegiado, como os ex-deputados Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Henrique Eduardo Alves e Rodrigo da Rocha Loures; o empresário Joesley Batista e o executivo Ricardo Saud, ambos da J&F.

ACOMPANHE AO VIVO



Fonte: Agência Câmara Notícias



» VEJA TAMBÉM!
GERAL  24/05/2018
Procon-MS autua um posto de combustível por preço abusivo
GERAL  24/05/2018
Para operadoras, 10 milhões de domicílios podem ter acesso à inte  [...]
GERAL  24/05/2018
Empresas devem fornecer dados para o e-Social a partir de julho
GERAL  24/05/2018
Produtos podem faltar a partir de sábado nos mercados; situação   [...]
GERAL  24/05/2018
MP quer Agepen adotando medidas para garantir monitoramento na PED  [...]

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909