Untitled Document

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

QUARTA-FEIRA, 19 DE SETEMBRO DE 2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

22 de JANEIRO de 2018

Dupla com jogadora de MS perde a final de etapa do Circuito Sul-Americano

Victoria (número 1), de MS, durante o duelo semifinal deste domingo - Foto: Divulgação/CBV

Natural de Ivinhema, Victoria, que faz dupla com a sergipana Tainá, perdeu na tarde deste domingo (21) a final da primeira etapa do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia de 2018, disputado em Nova Viçosa, litoral sul baiano.

A dupla com a sul-mato-grossense acabou derrotada em partida intensa por 2 sets a 1 (parciais de 21/13, 15/21,15/4) para Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), ficando com a medalha de prata.

Antes, durante a manhã. Victoria e Tainá se classificaram à final após vencerem Juliana e Andressa (CE/PB) por 2 a 0 (parciais de 21/17 e 21/15).

A medalha de bronze desta etapa do Circuito ficou com a dupla Lili/Josi (ES/SC), que superou Juliana e Andressa por 2 sets a 0 (21/16 e 21/18).

"Começamos o torneio com uma derrota logo de cara. E foi justamente para Tainá e Victoria, que enfrentaríamos na final mais tarde. O nível foi altíssimo, tivemos as melhores duplas da América do Sul, além de vários times do Brasil. Equipes que conhecemos e que nos conhecem bem, também. Sabíamos que seria difícil, mas conseguimos dar nosso melhor e começar o ano com o pé direito, motivadas por um título logo de cara”, disse uma das campeãs, Ana Patrícia

Apesar do resultado, o Brasil soma apenas 200 pontos da dupla mais bem colocada (Ana Patrícia/Rebecca) para o ranking geral que define o país campeão da temporada.

Entre os homens, Fernandão e Ramon Gomes lutaram muito, mas acabaram superados na decisão pelos argentinos Capogrosso/Azaad por 2 sets a 1 (18/21, 21/16, 15/12). Na semifinal, a dupla brasileira havia vencido os chilenos Marco e Esteban Grimalt por 2 sets a 0 (21/14, 30/28). O Brasil soma 180 pontos no ranking geral com a conquista da medalha de prata.

“Estamos felizes com o pódio, mesmo não sendo o resultado que buscamos. Mas é o primeiro torneio do ano, temos algumas coisas para acertar, evoluir, já que não estávamos treinando juntos. Temos um planejamento de realizarmos períodos treinando juntos para que o entrosamento aumente, visando resultados ainda melhor para a etapa de Fortaleza (CE) do Circuito Brasileiro, além da etapa de Coquimbo (Chile) do Sul-Americano”, disse Ramon.

O campeão olímpico Ricardo, em parceria pontual com George, acabou na quarta colocação. Eles sofreram duas derrotas neste domingo. Na semifinal, foram batidos pelos argentinos Capogrosso/Azaad por 2 sets a 0 (26/24, 21/11), e na disputa do bronze, horas mais tarde, acabaram vencidos pelos chilenos Grimalt por 2 sets a 0 (21/15, 21/16).

Além do Grand Slam de Nova Viçosa, o Brasil também receberá a quinta etapa da temporada, o Grand Slam de Santa Cruz Calábria (BA), de 9 a 11 de março. Ao todo são seis etapas para os dois naipes, e dois torneios ‘Finals’ contando apenas com um naipe cada.

O ranking geral do Circuito Sul-Americano é feito apenas para os países, contando a pontuação da dupla mais bem colocada das nações em cada parada, mesmo que um país tenha mais de uma dupla no pódio. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte.

DA TERRA

Com 1,78 metros e apenas 18 anos, a sul-mato-grossense Victoria é uma das maiores promessas do esporte. Ela começou jogando voleibol de quadra no colégio, disputando Jogos Escolares e campeonatos estaduais. O destaque fez com que ela passasse a representar o Mato Grosso do Sul em Campeonatos Brasileiros de Seleções (CBS). Foi convidada para migrar para a praia pelo técnico Antônio Carlos, o D'Lua, mudando-se para Três Lagoas (MS).

Depois, em 2015, passou a morar e treinar junto de outra grande promessa, Duda, em Sergipe. O entrosamento deu certo e ambas conquistaram o Mundial Sub-19 da categoria no ano seguinte, em 2016. Atualmente atua ao lado de Sandressa nos torneios nacionais. Tem na sergipana Duda sua inspiração e na conterrânea Talita um ídolo. Nas horas vagas gosta de descansar e ficar em casa.

or dois anos, a dupla ganhou as etapas de Saquarema (RJ) e Fortaleza (CE) do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia, em 2015 e 2016.

Nos mesmos anos elas foram vice-campeas da etapa da Argentina do Circuito Sul-Americano.



Fonte: Correio do Estado



» VEJA TAMBÉM!
ESPORTE  19/09/2018
Brasil vence a China e termina a primeira fase na liderança do grup  [...]
GERAL  19/09/2018
Renato é anunciado como dirigente do Santos, mas seguirá como joga  [...]
POLíCIA  19/09/2018
Polícia prende dupla responsável por roubom de cerca de 15 motos  [...]
POLíCIA  19/09/2018
“Supermaconha” avaliada em mais de R$ 80 mil é apreendida na MS  [...]
GERAL  18/09/2018
Com ameaça de greve, frentistas de MS conquistam piso salarial de R  [...]

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909