Untitled Document

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

SÁBADO, 17 DE NOVEMBRO DE 2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

09 de SETEMBRO de 2018

Advogado de agressor de Bolsonaro foi contratado por conhecido da família

Adélio Bispo de Oliveira desembarca na Capital acompanhado por escolta - Foto: Gerson Oliveira/Correio do Estado

O advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior diz ter recebido uma mensagem por WhatsApp na tarde de quinta-feira (6), dia em que o presidenciável do PSL foi atacado por Adélio Bispo de Oliveira, 40 anos. Um interlocutor, segundo ele, queria saber se ele topava defender o homem que tinha acabado de esfaquear o líder nas pesquisas de intenção de voto na corrida pela Presidência da República.

Segundo Zanone, a pessoa que o procurou disse ser ligada à família do agressor e a uma "congregação evangélica de Montes Claros”. Também disse ter lido o nome de Zanone em um grupo de Whatsapp ao procurar por um especialista em júri. Como se tratava de uma tentativa de homicídio, o interlocutor, diz ele, acreditava que o caso seria julgado por um júri, e que por isso era necessário um especialista.

Professor universitário, autor de palestras sobre o assunto e professor de cursinhos para concurseiros, Zanone é famoso no meio jurídico de Belo Horizonte. O advogado então teria sido indicado no grupo do aplicativo de mensagens.

Segundo Zanone, o homem - cuja identidade ele não revela, alegando sigilo contratual - informou que pensava em fazer uma vaquinha com pessoas da igreja à qual pertence para financiar a defesa de Adélio.

"A pessoa falou que tem conhecimento com a família e com o pessoal da igreja e que tinha gente lá conversando se iam ou não fazer uma vaquinha para financiar", disse Zanone.

O custo do psiquiatra que será enviado ao presídio federal de Campo Grande, para onde Adélio foi transferido neste sábado, de acordo com o advogado, gira em torno de R$ 20 mil. O médico fará, provavelmente na próxima semana, a depender de autorização da juíza Patrícia Alencar, uma avaliação psiquiátrica do agressor.

Depois de ter recebido a mensagem do interessado em financiar a defesa, Zanone acionou um dos advogados de seu escritório, Pedro Augusto Possa, de Barbacena, para que se deslocasse a Juiz de Fora.

"A primeira ordem que dei foi: 'meta a blindagem no cliente, deixe ele quieto, não deixa falar nada", disse o advogado ao jornal O Globo.

Não adiantou. Àquela altura, Adélio já tinha confessado o crime.

Zanone diz que assinou um contrato de sigilo com o financiador da defesa prometendo que não revelaria sua identidade em hipótese alguma.



Fonte: Correio do Estado



» VEJA TAMBÉM!
GERAL  17/11/2018
Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecime  [...]
POLíCIA  17/11/2018
Mulher é presa na MS-164 tentando levar droga para Mato Grosso
GERAL  17/11/2018
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Teme  [...]
GERAL  17/11/2018
Ministro propõe que médicos oriundos do Fies substituam cubanos  [...]
GERAL  17/11/2018
Bolsonaro culpa doadores por erros e diz que fez campanha barata

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909