Untitled Document
SÁBADO, 24 DE OUTUBRO DE 2020
12 de OUTUBRO de 2020

Chefe da Máfia do Cigarro, ex-policial militar é preso em operação no Paraguai

Pingo deverá ser extraditado nos próximos dias para o Brasil. (Foto:Polícia Nacional do Paraguai/Divulgação)

Força-tarefa prendeu ontem, domingo (11), o ex-policial militar Fábio Costa, conhecido como “Pingo” e “Japonês”, foragido da justiça brasileira. Os policiais realizaram buscas em uma área de condomínios de luxo da cidade fronteiriça de Salto del Guairá, perto de Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul. 

Ele foi encontrando encontrado no Residencial Sete Quedas na localidade de Guavirá, no interior de uma churrasqueira de uma residência em ação que reuniu a Secretaria de Operações Integradas, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Polícia Federal de Ponta Porã, Polícia Nacional do Paraguai.

Na casa em que o criminoso estava foram apreendidos uma espingarda marca Maverick calibre 12, vários equipamentos eletrônicos, celulares, quatro notebooks, R$ 19.800, U$$1.300 dólares, joias, um caminhão Ford, tipo Raptor Plate KLL 001, além de vários documentos.

Fábio Costa é suspeito de corromper agentes públicos para assegurar a passagem de cargas de cigarro contrabandeado. Ele foi preso em 2011 pela Polícia Federal na Operação Marco 334, deflagrada para desarticular uma quadrilha de contrabandistas de cigarro.

Também recai sobre ele a suspeição de ter participado de um ataque à casa de um inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em 2017, após a apreensão de uma carga de cigarros contrabandeados avaliada em R$ 14 milhões. 

O contrabandista de cigarros estava no anonimato desde julho de 2018, quando o filho dele, de 17 anos, foi morto a tiros de fuzil em um condomínio fechado em Salto del Guairá. João Victor Richena Costa estava morando com o pai. A polícia paraguaia ligou à morte à guerra da máfia do cigarro.

Em janeiro deste ano, Fábio Costa foi incluído na lista dos 26 bandidos mais procurados do Brasil, divulgada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), a época do ministro Sérgio Moro.

De acordo com as informações das autoridades, Fabio atuava na região Centro-Oeste do Brasil e também em países do Mercosul. Além disso, ele é acusado de cometer crimes contra a vida (pistolagem), contrabando e descaminho, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Pingo deverá ser extraditado nos próximos dias para o Brasil. Ele será entregue para a Polícia Federal em Mundo Novo.



Fonte: EnFoqueMS



» VEJA TAMBÉM!
GERAL  24/10/2020
Naviraí-Confira as ofertas desse final de semana do Supermercado Santos
GERAL  24/10/2020
USP e Ministério da Justiça assinam acordo de capacitação para policiais que atuam na fronteira
POLíCIA  24/10/2020
PMA multa pecuarista em R$ 5Mil por destruição de mata ciliar em Nioaque
GERAL  24/10/2020
Justiça bloqueia R$ 7 milhões de três auditores da Receita em SP por propinas
GERAL  24/10/2020
Pitaia tem potencial para ajudar a controlar glicemia, colesterol e ansiedade, aponta estudo da Embrapa
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909