Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 03 DE DEZEMBRO DE 2020
18 de NOVEMBRO de 2020

Morador de MS é suspeito de divulgar dados da Justiça de SP

Policiais na residência do suspeito de baixar e divulgar dados sigilosos da Justiça de SP (Foto: Divulgação/Dracco)
Policiais civis de Campo Grande cumpriram mandado de busca e apreensão, na manhã de ontem, terça-feira (17), em residência de suspeito de promover a divulgação de documentos e informações sigilosas referentes a operação deflagrada pela Polícia Civil do Estado de São Paulo contra o tráfico de drogas.
A operação se deu após a Delegacia de Polícia do município de Presidente Bernardes/SP finalizar complexa investigação de combate ao tráfico de drogas instruída com inúmeros documentos sigilosos, portanto, afetada pelo segredo de justiça, porém, documentos e fatos sigilosos de referendada investigação, de forma ilegal, passaram a ter divulgação de seu conteúdo maciçamente, inclusive em redes sociais.
Diante disso, utilizando métodos de investigação inerentes a crimes praticados no ciberespaço, contando com o ativo apoio de policiais do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) e da Delegacia Virtual (DEVIR) da POLÍCIA CIVIL /MS, foi possível proceder a identificação e individualização do ponto de acesso em que houve a conexão à internet para download do arquivo sigiloso junto ao sistema do Tribunal de Justiça de São Paulo, tratando-se de um endereço residencial em Campo Grande/MS.
Com as devidas autorizações judiciais, policiais civis de Presidente Bernardes/SP e Equipes Policiais Especializadas do DRACCO e da DEVIR realizaram buscas na residência alvo, restando apreendidos equipamentos eletrônicos utilizados pelo investigado. O suspeito de ter praticado o acesso foi levado até a sede do DRACCO para prestar esclarecimentos.

Ressalta o Dr. Daniel Viudes, Delegado da Polícia Civil Paulista responsável pelas investigações, que como um dos focos dos trabalhos é subsidiar a continuidade das investigações, a diligência alcançou o resultado esperado, sendo que com a sequência dos trabalhos de inteligência policial, certamente novas fases da operação serão desencadeadas.

O trabalho em conjunto das Delegacias de Presidente Bernardes/SP, DRACCO e DEVIR demonstrou resultado positivo, acelerando a resposta investigativas do procedimento apuratório, bem como proporcionando a obtenção, troca e análise de informações de maneira mais segura e eficaz.

A expressão latina “Effusis" que dá nome a operação, significa transmissão, difusão, fazendo alusão ao ilegal compartilhamento de conteúdo investiga



Fonte: Redação



» VEJA TAMBÉM!
GERAL  03/12/2020
Custando até R$ 85 em MS, gás de cozinha é reajustado em 5% pela Petrobras
GERAL  03/12/2020
Carga de cigarros ilegais avaliada em R$ 18 milhões é incinerada pela Receita Federal
GERAL  03/12/2020
Usina de energia solar vai garantir economia de mais de R$ 220 milhões para empresa
GERAL  03/12/2020
Na segunda onda, MS volta a ter cidades no grau de risco extremo da Covid
GERAL  03/12/2020
Polícia encontra mais de 300 kg de maconha abandonados em rodovia de MS
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909