Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 20 DE SETEMBRO DE 2021
09 de JULHO de 2021

Saúde decide se mais 52 mil vacinas da fronteira serão redistribuídas

Destinação de doses exclusivas da Janssen para a fronteira causaram polêmica recentemente (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Cerca de 52 mil vacinas da Janssen destinadas para a imunização da população fronteiriça em Mato Grosso do Sul, dentro das ações da pesquisa Vebra Covid-19, podem ser devolvidas e redistribuídas para os demais 66 municípios do Estado. A decisão sobre tal situação deve sair após reunião na manhã desta sexta-feira (9).

De acordo com os dados da plataforma Vacinômetro, mantido pelo próprio Governo do Estado, até às 18h10 desta quinta 89.941 mil doses da Janssen já haviam sido aplicadas nos habitantes dos 13 municípios do estudo - que envolve outras situações pelo país, além de várias instituições, sob apoio da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde).

Nesta quinta, às 17h, venceu o prazo para envio dos relatórios sobre o andamento da vacinação nessas cidades. Os dados vão subsidiar o encontro, previsto para acontecer às 9h dessa sexta, para decidir o destino das doses que estão sobrando.

Contudo, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) frisa que o prazo de vacinação para a pesquisa ainda não se encerrou na região e o encontro vai avaliar a situação de cada município antes de definir devoluções e outras ações.

Além disso, os dados fornecidos pelas secretarias municipais de Saúde nos relatórios podem apresentar pequenas discrepâncias dos levantados pela reportagem do Campo Grande News, já que os documentos não serão divulgados e não poderão ser comparados com números que estão sendo fornecidos na plataforma Vacinômetro.

Campanha - Ao todo, conforme o Painel Mais (Monitor de Apoio às Informações em Saúde), o chamado Cinturão Vacinal sul-mato-grossense na fronteira com o Paraguai e a Bolívia recebeu 142.090 doses da Janssen - eram para ser 165 mil, mas 20 mil delas foram redistribuídas para as outras cidades do Estado, conforme a SES.

Assim, 62% das vacinas recebidas nessa região para a Vebra já foram aplicadas. A cidade que mais recebeu doses foi Ponta Porã, a maior delas na fronteira paraguaia, com 43.495 vacinas, aplicando até aqui 35.837 delas.

Já em Corumbá, na fronteira com a Bolívia, das 43,2 mil enviadas ao município, 22.106 já foram aplicadas. Já em Ladário, onde o quantitativo recebido de doses da Janssen foi de 12.435, apenas 3.903 doses foram aplicadas até às 18h10.

Aral Moreira, com apenas 2,2 mil aplicações das 7,7 mil doses, e Porto Murtinho, com 2,3 mil aplicações de 6,2 mil disponíveis, também puxam a lista de menor vacinação. Nas demais, os índices estão próximos de 100% ou ao menos acima de 70%.

Pesquisa - A Vebra Covid-19 (Vaccine Effectiveness in Brazil Against Covid-19) reúne cientistas de instituições nacionais e internacionais, e é a mesma pesquisa em larga escala que constatou efetividade de 42% na Coronavac em adultos acima de 70 anos, recentemente. Um dos principais nomes à frente dela é Julio Croda.

Médico infectologista, o baiano Croda é professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e pesquisador da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), tendo integrando a equipe do Ministério da Saúde durante a gestão no órgão do sul-mato-grossense e ex-deputado federal pelo Estado, Luiz Henrique Mandetta.

A destinação de praticamente uma centena e meia de milhares de doses do imunizante da Janssen exclusicamente para as 13 cidades fronteiriças para a realização da pesquisa acabou sendo muito contestada pelo comércio campo-grandense e pela prefeito Marquinhos Trad (PSD). Porém, o Estado e e prefeitos da fronteira reagiram às críticas. 



Fonte: Campo Grande News



» VEJA TAMBÉM!
POLíCIA  20/09/2021
Paranhos-Polícia Civil prende homem que estava com mandados de prisão no Brasil e Paraguai
POLíCIA  20/09/2021
Polícia encerra festa em fazenda com mais de 2 mil pessoas
POLíCIA  19/09/2021
Mulher é presa com 3,1 quilos de cocaína em posto fiscal da Receita Federal de MS
POLíCIA  19/09/2021
Jovem com passagens pela polícia é executado a tiros na fronteira
GERAL  19/09/2021
Agepan orienta e auxilia empresas para o fortalecimento do transporte intermunicipal em MS
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909