Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2022
23 de JUNHO de 2022

Decreto suspende pelos próximos quatro meses queimadas em todo Brasil

Bombeiros tentam controlar incendio no cerrado, proximo a QI 19 no Lago Sul(Valter Campanato/Agência Brasil)

O período do Inverno e por consequência também chegando, o tempo seco que provoca queimadas e quiça muita destruição do Meio Ambiente, como ocorreu em todos os anos, em maior ou menor quantidade. Assim, para prevenir e buscar a menor quantia de fogo pelo Brasil, é que em inédita atitude, o atual governo federal já decretou e suspende pelos próximos quatro meses as queimadas em todo território nacional. A determinação já vale a partir desta quinta-feira (23). Veja abaixo, que em algumas situações a forma poderá ser feita mediante cuidados e atos necessários.

O decreto presidencial foi publicado no Diário Oficial da União de hoje, onde suspende – pelo prazo de 120 dias – a permissão do emprego de fogo em todo o territorial nacional, medida que costumava a ser adotada todo ano quando tem início o período de seca, de forma a prevenir incêndios.Decreto suspende pelos próximos quatro meses queimadas em todo BrasilNos últimos três anos, ou as queimadas avançavam sem decreto ou mesmo a ação era feita com atraso.Decreto suspende pelos próximos quatro meses queimadas em todo Brasil

O uso de fogo em práticas agropastoris e florestais está previsto – e regulamentado – por outro decreto (nº 2.661/98). Apesar de suspender permissões, o decreto publicado hoje (nº 11.100/22) prevê algumas exceções, detalhando hipóteses onde a suspensão não deverá ser aplicada, como é o caso de “práticas de prevenção e combate a incêndios realizadas ou supervisionadas por instituições públicas responsáveis pela prevenção e pelo combate aos incêndios florestais”.

O emprego de fogo continua permitido também nas hipóteses de práticas de agricultura de subsistência executadas pelas populações tradicionais e indígenas; e de atividades de pesquisa científica realizadas por Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação (ICT), “desde que autorizadas pelo órgão ambiental competente”.

Autorização

Também é permitido em ações visando o controle fitossanitário autorizado pelo órgão ambiental competente; e em queimas controladas, em áreas não localizadas nos biomas Amazônia e Pantanal. Neste último caso, a permissão será concedida desde que sejam imprescindíveis à realização de práticas agrícolas; e previamente autorizadas pelo órgão ambiental estadual ou distrital.

O novo decreto define como “queima controlada” o emprego do fogo como “fator de produção e manejo em atividades agropastoris ou florestais e para fins de pesquisa científica e tecnológica em áreas com limites físicos previamente definidos”.

Ainda segundo o decreto, a permissão do emprego do fogo poderá ser suspensa, em caráter excepcional e temporário, “por ato do Ministro de Estado do Meio Ambiente, com a finalidade de reduzir danos ambientais provocados por incêndios florestais”.



Fonte: EnFoqueMS



» VEJA TAMBÉM!
POLíCIA  27/06/2022
Policial ferido em confronto com indígenas na sexta ainda aguarda cirurgia, diz Choque
GERAL  27/06/2022
Motociclista morre após bater em caminhonete e ter corpo "dilacerado"
POLíCIA  27/06/2022
Vítimas fatais de colisão frontal em Corumbá eram pai e filha
POLíCIA  27/06/2022
Idosa que visitava filho é flagrada com drogas na PED
POLíCIA  27/06/2022
Naviraí-Polícia Militar reforça policiamento as áreas rurais
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909