Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2022
20 de JULHO de 2022

Estado anuncia ‘incentivo’ a municípios e liberação dos 35 anos para vacinar com 4ª dose Covid a partir de amanhã

(Foto: divulgação Sesau - CG )

A vacinação contra covid 19 continua apesar das pessoas parecerem terem “tirado da cabeça” sobre a imunização e até o perigo da doença que ainda continua em Pandemia e em estado de sobe e desce em novos casos e mortes. Dito isto inicial, pois a imunização se estagnou entre a continuidade da proteção, até na terceira dose, mas o Estado de Mato Grosso do Sul prossegue e amplia o público a receber a quarta dose da vacina contra o Coronavíurs, que a partir desta quinta-feira (21) começa a abranger a população a partir dos 35 anos ante que a idade estava nos 40 anos, a pouco mais de um mês.

A decisão vem com aumento de óbitos entre idade mais novas, apesar de números baixos aos olhos da população leiga e talvez cansada de tanta vacina. Mas, que tem que ver que deve continuar a se proteger, pois ontem até um bebê veio a óbito pela Covid, em Campo Grande. Assim, a medida foi anunciada na manhã desta quarta-feira (20), após reunião do comitê gestor do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), tendo em vista a queda na procura do complemento vacinal em todo o Estado.

Covid-19 mata bebê na Capital e acende alerta sobre importância da vacinação em crianças

“Tivemos 18 óbitos na última semana e então tomamos a decisão de baixar de 40 para 35 anos o público para o público tomar o reforço da quarta dose.  A medida é justamente para ampliar essa etapa vacinal e pedir para aqueles que não tomaram o reforço, que busquem fazer seu complemento vacinal”, explicou o governado Reinaldo Azambuja, sobre a quarta dose de reforço só poderá ser administrada na população após 4 meses da aplicação da terceira dose de reforço. Aproximadamente 80 mil pessoas no Estado fazem parte desse público.

O secretário estadual de Saúde Flávio Britto afirmou que o Estado cobrará estratégias dos municípios ante ‘oferecimento’ também de incentivos para que cada prefeitura faça ou volte a fazer maior trabalho para vacinação covid e outras que também estão baixa e com estoque disponível. Assim, para reforçar a multivacinação e covid em Mato Grosso do Sul, o governo anunciou que fará um repasse de R$ 2,5 milhões para ser divididos igualmente entre as 508 salas de vacina espalhadas pelos 79 municípios do Estado.

“Com esse incentivo, acreditamos que os percentuais de vacinação voltem a subir. Decidimos não colocar uma meta, cada município será responsável por montar sua estratégia e comunicar a secretaria de saúde. Eles vão receber os valores e nós vamos cobrar o resultado das propostas que eles mesmo fizeram”, explicou o secretário de Saúde.

Governador ressalta e conclama sobre a menor procura pelas vacinas

Estado anuncia 'incentivo' a municípios e liberação dos 35 anos para vacinar com 4ª dose Covid a partir de amanhãGovernador Reinaldo Azambuja em coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (Foto: Divulgação/GovMS)

O governador destacou a falta de interesse da população na multivacinação que engloba imunizantes contra a Influenza, Sarampo, Tríplice viral, Hepatite A e B, Meningite, HPV, Febre Amarela, entre outras. “Estamos com metas muito aquém das estabelecidas pelo Ministério da Saúde, as pessoas não estão procurando as salas de vacinação e as vacinas estão nos estoques”, ressaltou Azambuja.

O Ministério da Saúde estabelece metas 95% no caso da multivacinação, porém Mato Grosso do Sul vacinou apenas 48.95% do público-alvo. No caso do no Sarampo foram vacinadas apenas 46% da meta. No caso da Influenza, que ocasionou inúmeras mortes no começo do ano, apenas 61% das pessoas se vacinaram no Estado, sendo que a meta é 90%.

O incentivo financeiro, oriundos do tesouro estadual, será em caráter provisório, deverá ser empregado exclusivamente para pagamento de incentivo financeiro aos trabalhadores de saúde das secretarias municipais de saúde, designados para atuarem nas salas de imunização, a fim de custear plantões e horas extras, pagamentos de diárias e ampliação do horário de atendimento e outras estratégias que contribuam para a melhoria das coberturas vacinais.

O montante será repassado em duas parcelas. metade do dinheiro será depositado em julho e a outra em setembro. A cidade que mais receberá o benefício será Campo Grande. Com 84 salas de vacinação, os servidores que realizam o trabalho serão beneficiados com um extra de R$ 420.000,00. Dourados com 42 salas terá um plus no orçamento de R$ 210.000,00. E Corumbá e Três Lagoas terão o repasse extra R$ 57.000,00.



Fonte: EnFoqueMS



» VEJA TAMBÉM!
POLíCIA  10/08/2022
Itaquiraí-Polícia Civil e Dracco apreende três menores acusados de matar sitiante e jogar corpo em rio
POLíCIA  10/08/2022
Advogada é presa por apoiar plano de fuga do PCC
POLíCIA  10/08/2022
Em fuga com Saveiro, traficante arranca cinco coqueiros e morre na BR-376
POLíCIA  10/08/2022
Vítima procura polícia para denunciar furto e ao voltar para casa encontra suspeito dormindo na própria cama
POLíCIA  10/08/2022
Paraguai e Brasil 'invadem' fazendas do narcotráfico na fronteira
Untitled Document
TáNaMídia Naviraí
Editor: Umberto Cardoso (Zum)
E-mail: zum@tanamidianavirai.com.br
Endereço: R. Jamil Salem, 27 CENTRO
Naviraí - MS - Brasil
+55 67 9956-1909